back to top
Sexta-feira, Junho 21, 2024

Novidades

Notícias Relacionadas

Igreja de Boelhe, uma devoção de Mafalda, neta de Dom Afonso Henriques

Detalhes… Na Rota do Românico… Igreja de São Gens de Boelhe, Séc. XII/XIII
“Não é possível convencer um crente de coisa alguma, pois suas crenças não se baseiam em evidências; baseiam-se numa profunda necessidade de acreditar.” – Carl Sagan
A Igreja de São Gens de Boelhe é dos primeiros tempos da Monarquia final do Séc. XII, um monumento exemplar da arquitectura religiosa românica. Igreja relativamente baixa e arquitetonicamente muito simples, de nave única rectangular e capela-mor quadrangular, seguindo a planimetria mais comum da arquitectura românica portuguesa.
Segundo alguns historiadores, D. Mafalda, filha de D. Sancho I e neta de D. Afonso Henriques, estará, na origem da fundação desta Igreja no século XIII. O estilo da sua construção, muito dentro da moda da época nesta região, parece confirmá-lo.
Orientada com planta longitudinal, a Igreja é composta por nave única e capela-mor quadrangular. Possui volumes articulados, sendo a cabeceira mais baixa.
Como características particulares, São Gens de Boelhe possui um portal axial de capitéis côncavos, de grande originalidade no cesto e com uma decoração muito bem conseguida, cavada e quase gráfica, a qual se estende pelas impostas. As frequentes siglas sugerem-nos uma obra feita por meia dúzia de artífices.
Este é um dos Mosteiros que integra a Chamada Rota do Românico (Rota do Vale do Tâmega) (http://www.rotadoromanico.com/)
(41° 9’57.23″N 08°20’41.38″W) Boelhe – Penafiel – Porto – Região Norte – Portugal
Por Daniel Jorge

Popular Articles