back to top
Sexta-feira, Junho 21, 2024

Novidades

Notícias Relacionadas

Memorial da Ermida em Irivo

O Memorial da Ermida é um monumento funerário-comemorativo de estilo românico, sendo uma construção de arquitectura funerária medieval, inscreve-se numa tipologia de transição entre a sepultura rasa com estela funerária e os monumentos comemorativos. Pode vê-lo em Irivo, concelho de Penafiel.
Conta a lenda que os memoriais de Ermida, Sobrado, Arouca, Alpendorada e Lordelo terão sido erguidos para assinalar o ponto de paragem do cortejo fúnebre de D. Mafalda, filha de D. Sancho I e neta de D. Afonso Henriques, falecida no regresso de uma veneração à imagem de Nossa Senhora da Silva, na Sé do Porto, de quem era devota.
A morte terá ocorrido em Rio Tinto, a 1 de Maio de 1257. A viagem de translado do seu corpo terminou no Mosteiro de Arouca, que ajudou a reformar, onde foi sepultada.
Em todo o território nacional sobram apenas seis exemplares deste tipo de monumento funerário que, segundo alguns especialistas, será um exclusivo de Portugal.
A sua função, apesar de não estar totalmente esclarecida, prende-se com a colocação de túmulos, a evocação da memória de falecidos ou a passagem de cortejos fúnebres.
Este monumento é um exemplar de arquitectura funerária, românica, composto por memorial de plinto rectangular de quatro fiadas de silhares graníticos, com sapata, sendo a superior decorada por um sulco que torneia a plataforma, sobre a qual se ergue uma parede rasgada por arco quebrado, com aresta em toro e decoração em bolame.
O conjunto é encimado por uma cornija com friso de decoração fitomórfica, biselada com remates prismáticos nos extremos. No vão do arco encontra-se uma pedra sepulcral, desprovida de decoração, possuindo somente um toro em relevo que a envolve, assim como no seu vértice, estando assente em dois blocos com colunelos esculpidos, que apresentam capitéis com faces humanas toscamente modeladas.
O monumento encontra-se rodeado por uma base de lajes graníticas.
Um friso, no qual foram esculpidas folhas tratadas a bisel, segundo as técnicas da oficina de pedreiros que, em meados do século XIII, trabalhou no Mosteiro do Salvador de Paço de Sousa, em Penafiel, remata a parte superior do monumento. Estas características estilísticas sugerem que a construção terá ocorrido em meados do século XIII.
Este é um dos monumentos medievais que integram a Chamada Rota do Românico (Rota do Vale do Sousa)

“A nossa grande tarefa está em conseguirmo-nos tornar mais humanos.” – José de Sousa Saramago

(41°10’10.38″N 8°19’48.23″W) Lugar da Ermida – Irivo -Penafiel – Porto. – Região Norte – Portugal

Popular Articles