back to top
Sábado, Maio 25, 2024

Novidades

Notícias Relacionadas

A aldeia comunitária de Rio de Onor

A aldeia Comunitária de Rio de Onor – Passeio nas margens do rio que divide em duas a mítica aldeia transmontana de Rio de Onor, numa manhã fria de Inverno.
Segundo informação no site “SIPA (Sistema de Informação para o Património Arquitectónico) da Direção-Geral do Património Cultural” onde se pode ler:
“1758 – segundo o cura Jerónimo Afonso nas Memórias Paroquiais, a freguesia pertencia à Casa de Bragança à qual se pagava anualmente 135 alqueires e “quarta meia” de trigo e a cada alqueire de trigo uma quarta de centeio e 5 arráteis de cera, 2 carneiros e 22 galinhas, pagando-se este trigo sem se colher nenhum grão neste lugar; passava pelo lugar o rio Contense, que corre para Portugal e termina no lugar de Gimonde, no rio Sabor; corria todo o ano, usavam-se livremente as suas águas e tinha apenas uma ponte de pau no lugar; indicava-se que tinha também dois moinhos”

Na fronteira com Espanha

Rio de Onor está situada no limite fronteiriço que separa a região Espanhola da Sanábria, na província de Zamora, e o Nordeste Transmontano, dentro do Parque Natural de Montesinho, sendo que a aldeia portuguesa está considerada como uma «aldeia preservada»

-O nome da aldeia serve também para dar nome ao rio que a atravessa. Este rio abeira-se às casas que fazem parte de Rio de Onor de Cima, as mais tradicionais, erguendo-se sobranceira, a igreja matriz.

-Do outro lado apenas há umas poucas casas modernas no caminho à fronteira.

-Já em Rio de Onor de Baixo, passado o açude existente e o moinho, hoje em desuso.

Aldeia Comunitária

A aldeia de Rio de Onor, detém uma forte característica comunitária, e por essa razão ainda mantém o modelo de partilha e entreajuda de todos os habitantes, nomeadamente nas seguintes formas:

– Partilha dos fornos comunitários;

– Partilha de terrenos agrícolas comunitários, onde todos colaboram e trabalham;

– Partilha de um rebanho, pastoreado nos terrenos comunitários.

Aldeia semelhante no Alentejo

Rio de Onor partilha com a aldeia alentejana de Marco uma outra característica única: a aldeia é atravessada a meio pela fronteira internacional entre Portugal e Espanha, sendo para efeitos oficiais a parte espanhola distinguida como Rihonor de Castilla, e sendo ambas as partes conhecidas pelos seus habitantes como “povo de acima” e “povo de abaixo”, não se distinguindo assim de facto como dois povoados diferentes, como erradamente se assume em diversas literaturas.
Na verdade, este povoado singular assume, para além de um regime de governo próprio, um dialecto próprio e quase extinto, pertencente ao grupo do asturo-leonês, à semelhança da língua mirandesa.
Tipicamente transmontana, a aldeia apresenta casas tradicionais compostas por dois andares: no andar de cima moram as famílias, no andar de baixo ficam o gado, os cereais e outros produtos da terra.

Localização:

(41°56’23.26″N 06°36’58.16″W) Rio de Onor – Bragança – Trás-os-Montes – Região Norte – Portugal
____
Detalhes… no reino encantado de Trás-os-Montes… aldeia comunitária de Rio de Onor…
“Quem procura a glória não a merece, quem a merece não a procura.“ – Vergílio Ferreira
____
RN – Rio D’Onor

Popular Articles